faça login ou registe-se aqui
/temas/otoc/imgs/logoOccHeader.png

Revistas 127 e 128 - outubro e novembro

«Escola de Comércio e memória histórica dos primeiros professores e estudantes de Contabilidade»
Parte I e II, da autoria de Miguel Gonçalves


Fontes Primárias
  • ANÓNIMO (1771) – Lições de Aritmética para o quarto ano da Aula de Comércio. Manuscrito existente na Biblioteca Nacional de Lisboa.
  • BORGES, José Ferreira (1839) - Diccionario Juridico-Commercial. Lisboa: Typographia da Sociedade Propagadora dos Conhecimentos Uteis.
  • BRAGA, Teófilo (1880) – História do Romantismo em Portugal. Lisboa: Nova Livraria Internacional.
  • CAMPOS, João Ferreira (1859) – Apontamentos relativos á instrucção publica. Lisboa : Typographia da Academia Real das Sciencias.
  • MENDONÇA, Manuel Teixeira Cabral de (1823) – O Guarda-Livros Moderno. 2.ª ed.. Tomo I. Lisboa: Impressão Régia.
  • PEQUITO, Rodrigo Affonso (1914) – A Instrucção Comercial Superior: Discurso proferido na Sessão Solemne de Abertura de aulas do Instituto Superior de Commercio em 29 de Novembro de 1913. Lisboa: Typographia "A Editora Limitada”.
  • PORTUGAL (1756) – Estatutos da Junta do Commercio Ordenados por El Rey Nosso Senhor, no feu Real Decreto de 30 de Setembro de 1755. Lisboa: Officina de Miguel Rodrigues.
  • PORTUGAL (1759) – Estatutos da Aula do Commercio Ordenados por El Rey Nosso Senhor, no Capitulo Dezafeis dos Eftatutos da Junta do Commercio destes Reinos, e seus Dominios, e Alvará de fua Confirmação. Lisboa: Officina de Miguel Rodrigues.
  • PORTUGAL (1770) – Carta de Lei de 30 de Agosto de 1770. In PIMENTA, Pedroso (1934) – "O Marquez de Pombal regulamentou as profissões de Técnicos de Contas”. Revista de Contabilidade e Comércio, n.º 8, vol. II. Outubro-Dezembro. pp. 289-295.
  • PORTUGAL (1844) – Decreto de 20 de Setembro de 1844 sobre a Instrução Pública, publicado no Diário do Governo n. º 220, de 28 de Setembro de 1844.
  • PORTUGAL (1884) – Lei de 6 de Março de 1884 sobre o plano de organização do curso de comércio no Instituto Industrial e Comercial de Lisboa
  • PORTUGAL (2006) – Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior. Decreto-Lei n.º 74/2006, de 24 de Março. Graus Académicos e Diplomas do Ensino Superior. Diário da República. I Série-A, n.º 6, pp. 2242-2257.
  • RATTON, Jacome (1813) – Recordacoens de Jacome Ratton sobre occurrencias do seu tempo em Portugal, durante o lapso de sessenta e tres annos e meio, alias de Maio 1747 a Setembro de 1810. Londres: Impresso por H. Bryer.
  • RIBEIRO, José Silvestre (1871) – Historia dos estabelecimentos Scientificos, Litterários e Artisticos de Portugal nos successivos reinados da monarchia. Tomo I. Lisboa: Typographia da Academia Real das Sciencias.
  • SALES, Alberto Jaquéri (1771) – Oração que com o motivo da abertura do quarto curso da Aula do Commercio fez Alberto Jaquéri de Sales […] em 15 de Fevereiro de 1771. Lisboa: Regia Officina Typografica.
  • STOCKLER, Francisco de Borja Garção (1826) – Obras. Tomo II. Lisboa : Typographia Silviana.

Fontes Secundárias
  • ANTUNES, Francisco Xavier (1958) – Preparação escolar e formação profissional do contabilista e do perito contabilista. Lisboa: Sociedade Portuguesa de Contabilidade.
  • AZEVEDO, J. Lúcio de (1909) – O Marquez de Pombal e a sua época. Lisboa: Livraria Clássica Editora de A. M. Teixeira & Cta.
  • AZEVEDO, Mário da Conceição (1961) – A Aula do Comércio, primeiro estabelecimento de ensino técnico profissional oficialmente criado no Mundo. Lisboa: Escola Comercial Ferreira Borges.
  • AZEVEDO, Rafael Ávila de (1972) – Tradição educativa e renovação pedagógica (subsídios para a História da Pedagogia em Portugal - século XIX). Porto: Oficinas Gráficos Reunidos.
  • BEÇA, Humberto (1918) - O Ensino Comercial em Portugal. Porto: Escola Secundária de Comércio.
  • BEDEL (2010) – in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], http://www.priberam.pt/dlpo/dlpo.aspx?pal=bedel [consultado em 27-07-2010].
  • BERNARDO, Hernâni de Barros (1959) – "Editorial: um Bicentenário”. Boletim da Sociedade Portuguesa de Contabilidade, n.os 21/22, Outubro de 1959/Janeiro de 1960. pp. 3-7.
  • BRITO, António Tomé de (1949) – "Depoimento”. In Vantagens para a Contabilidade da Regulamentação Profissional dos Técnicos de Contas (1953) – depoimento proferido em 28 de Abril de 1949 nas sessões promovidas pela SPC. Lisboa: Sociedade Portuguesa de Contabilidade. pp. 71-78.
  • CARDOSO, José Luís (1984) – "Uma ‘Notícia Esquecida': o Ensino da Economia na Aula do Comércio". Estudos de Economia, vol. V, n.º 1, Outubro-Dezembro. pp. 87-112.
  • CARQUEJA, Hernâni O. (2002) – Do saber da profissão às doutrinas da Academia. Separata anexa à Revista de Contabilidade e Comércio, n.os 234-235, vol. LIX.
  • CARQUEJA, Hernâni O. (2006) – "Guia de Negociantes de Mathieu de la Porte, uma tradução editada em 1794”. Revista de Contabilidade e Comércio, n.o 238, vol. LX. pp. 395-442
  • CARQUEJA, Hernâni O. (2010) – Arte da escritura dobrada que ditou na Aula do Comércio João Henrique de Sousa copiada para instrução de José Feliz Venâncio Coutinho no ano de 1765 - Comentário, Fac-símile e Leitura. Lisboa: Edição da Ordem dos Técnicos Oficiais de Contas.
  • CARVALHO, Manuel de Sousa (1953) – "Comercialização do Ensino da Contabilidade". Revista de Contabilidade e Comércio, n.º 81, Jan-Mar. pp. 83-85.
  • CORRÊA, Francisco António (1920) – L’enseignement commercial au Portugal. Lisboa: Oficinas Gráficas do Museu Comercial.
  • CORRÊA, Francisco António (1930) – História Económica de Portugal. Volume II. Lisboa: Tipografia da Empresa Nacional de Publicidade.
  • COSTA, Carlos Baptista da (1980) – "O Ensino da Contabilidade em Portugal - a necessidade de uma Licenciatura em Contabilidade". Revista de Contabilidade e Comércio, n.º 176, vol. XLIV. pp. 389-404.
  • COSTA, Francisco Felisberto Dias (1900) – Institut Industriel et Commercial de Lisbonne. Lisboa : [s.n.].
  • CRUZEIRO, Maria Eduarda e PEREIRA, Raul da Silva (1968) – "Cronologia Histórica das Universidades Portuguesas: 1759-1968". Análise Social, vol. VI, n.os 22-23-24. pp. 837-899.
  • DÓRIA, António Álvaro (1973) – "Ricardo de Sá em defesa dos Guarda-Livros”. Revista de Contabilidade e Comércio, n.º 159, vol. XL. pp. 274-279.
  • FERREIRA, Rogério Fernandes (1997) – "Contabilidade: passado e presente, olhando a futuro".
  • Revista de Contabilidade e Comércio, n.º 216, vol. LIV, 4 Outubro-Dezembro. pp. 517-522.
  • GOMES, D. (2007) – Accounting change in central Government: the institutionalization of double entry bookeeping at the Portuguese Royal Treasury (1750-1777). Tese de doutoramento. Braga: Escola de Economia e Gestão; Universidade do Minho.
  • GONÇALVES, Júlio César da Silva (1960) – A Aula do Comércio. Lisboa: [s.n.].
  • GONÇALVES da SILVA, F. V. (1970) – Curiosidades, velharias e miudezas contabilísticas. Lisboa: [s.n.].
  • GONÇALVES da SILVA, F. V. (1984) – "Bosquejo duma sucinta História da Contabilidade em Portugal”. Revista de Contabilidade e Comércio, n.º 187/192, vol. XLVII/XLVIII, 1983-84. pp. 503-514.
  • GUEDES, Armando Marques (1943) – O ensino técnico superior e a Universidade. 3.º vol.. Lisboa: [s.n.].
  • GUERRA, Carlos José (1948) – "Querer é Poder”. Revista de Contabilidade e Comércio, n.os 61-62, ano XVI, Janeiro-Junho. pp. 170-181.
  • GUIMARÃES, Joaquim F. C. (2005) – História da Contabilidade em Portugal: reflexões e homenagens. Lisboa: Áreas Editora.
  • MAGALHÃES, Alfredo Coelho de (1939) – "Os Institutos Comerciais e a formação do Contabilista”. Revista de Contabilidade e Comércio, n.º 27, Jul-Set. pp. 235-242.
  • MAGALHÃES, Alfredo Coelho de (1945) – Relatório: Instituto Comercial do Porto 1933-1945 - da actividade cultural e educativa do Instituto e da situação dos seus diplomados. Porto: Imprensa Moderna Lda.
  • MARTINS, Everard (1937) – "A Aula do Comércio". Revista de Contabilidade e Comércio, n.º 19. Julho-Setembro. pp. 262-265.
  • MARTINS, Everard (1944) – "Ensaio de bibliografia portuguesa de Contabilidade”. Revista de Contabilidade e Comércio, n.os 47-48, Julho-Dezembro. pp. 260-278.
  • MARTINS, Everard (1960) – A Aula do Comércio: 1759. Lisboa: [s.n.].
  • OLIVEIRA, Camilo M. de (1941) – Origem e progresso da Escola Comercial de Oliveira Martins. Porto: Imprensa Moderna, Ltd..
  • OLIVEIRA, Eduardo Maria Baptista de (1957) – "Evolução do ensino técnico comercial em Portugal". Revista de Contabilidade e Comércio, n.º 97, Janeiro-Março. pp. 62-71.
  • PIMENTA, Pedroso (1934) – "O Marquez de Pombal regulamentou as profissões de Técnicos de Contas”. Revista de Contabilidade e Comércio, n.º 8, vol. II. Outubro-Dezembro. pp. 289-295.
  • PORTELA António Farinha (1968) – "A evolução histórica do ensino das Ciências Económicas em Portugal". Análise Social, vol. VI, n.os 22-23-24. pp. 787-836.
  • RAUPP, Fabiano Maury e BEUREN, Ilse Maria (2006) – "Metodologia da pesquisa aplicável às Ciências Sociais”, in BEUREN, Ilse Maria (org), LONGARAY, André Andrade, RAUPP, Fabiano Maury, SOUSA, Marco Aurélio Batista de, COLAUTO, Romualdo Douglas e
  • PORTON, Rosimere Alves de Bona (2006), Como elaborar trabalhos monográficos em Contabilidade – Teoria e Prática, 3.ª ed., São Paulo: Editora Atlas, pp. 76-97.
  • RODRIGUES, L. L. e CRAIG, R. (2005) – "Influências mercantilistas inglesas na criação da Aula do Comércio em 1759”. Revista da Câmara dos Técnicos Oficiais de Contas, n.º 62, Maio. pp. 22-33.
  • RODRIGUES, L. L. e CRAIG, R. (2009) – "Teachers as servants of State ideology: Sousa and
  • Sales, portuguese School of Commerce, 1759–1784". Critical Perspectives on Accounting. Vol. 20 (3). pp. 379-398.
  • RODRIGUES, L. L., CRAIG, R. e GOMES, D. (2007) – "State intervention in commercial education: the case of the portuguese School of Commerce, 1759. Accounting History, Vol. 12, n.º 1. doi: 10.1177/1032373207072808. pp. 55-85.
  • RODRIGUES, L. L. e GOMES, D. (2002) – "Evolução da profissão dos TOC em Portugal: do Marquês de Pombal até aos nossos dias". Jornal de Contabilidade; n.º 302, Maio. pp. 131-141.
  • RODRIGUES, L. L., GOMES, D. e CRAIG, R. (2003) – "Aula do Comércio: primeiro estabelecimento de ensino técnico profissional oficialmente criado no mundo?". Revista da Câmara dos Técnicos Oficiais de Contas, n.º 34, Janeiro. pp. 46-54.
  • RODRIGUES, L. L., GOMES, D. e CRAIG, R. (2004a) – "Corporativismo, Liberalismo e a profissão contabilística em Portugal desde 1755". Revista da Câmara dos Técnicos Oficiais de Contas, n.º 46, Janeiro. pp. 24-39.
  • RODRIGUES, L. L., GOMES, D. e CRAIG, R. (2004b) – "Portuguese School of Commerce, 1759-1844: a reflection of the ‘Enlightenment‘". Accounting History, vol. 9, November. pp. 53-71.
  • RODRIGUES, M. Benavente (2000) – "Carta de Lei de 22 de Dezembro de 1761 sobre a extinção dos Contos e a criação do Real Erário”. Revista de Contabilidade e Comércio, n.º 226, vol. LVII. Janeiro-Março. pp. 361-414.
  • SANTANA, Francisco Gingeira (1974) – Contributo para um dicionário de professores e alunos das aulas de comércio. Lisboa: Associação Comercial de Lisboa - Câmara de Comércio.
  • SANTANA, Francisco Gingeira (1985) – "A Aula do Comércio: uma escola burguesa em Lisboa”. Ler História, n.º 4. pp. 19-30.
  • SANTANA, Francisco Gingeira e SUCENA, Eduardo (coords.) (1994) – Dicionário da História de Lisboa. Lisboa: [s.n.].
  • SERRÃO, Joaquim Veríssimo (1982) – História de Portugal. O Despotismo Iluminado (1750-1807).Vol. VI. [s.l.] : Editorial Verbo.
  • TAVARES, Amândio Faustino Ferreira (1999) – A Influência de Jaime Lopes Amorim no desenvolvimento da Contabilidade em Portugal. Braga: Universidade do Minho; Escola de Economia e Gestão. Tese de Mestrado em Contabilidade e Auditoria.
  • VIDAL, Caetano Léglise da Cruz (1983) – "O Ensino das Ciências Empresariais em Portugal".
  • Revista de Contabilidade e Comércio, n.os 185-186, vol. XLVII. pp. 71-81.



Voltar
OCC
© 2020. Todos os direitos reservados